Miscelâneas do Eu

Expressar as ideais, registrar os pensamentos, sonhos, devaneios num pequeno e simplório blog desta escritora amadora que vos fala são as formas que encontrei para registrar a existência neste mundo.

Não cabe a mim julgar certo ou errado e sim, escrever o que sinto sobre o que me cerca.

A única coisa que não abro mão é do amor pelos seres humanos e incompreensão diante da capacidade de alguns serem cruéis com sua própria espécie.

Nana Pimentel

terça-feira, 22 de julho de 2014

Corpo cultural e religioso



Um valor importante: O amor
Um símbolo: o sol
Um rito religioso: o agradecimento

Uma oração: Deus obrigada pela teu amor por mim, misericórdia pelos meus erros e te peço a luz pra minha caminhada.

Uma frase: Deus está dentro de mim e em tudo que existe no mundo.

Um texto significativo: “Oração de São Francisco adaptada”
Senhor, fazei-me instrumento de vossa paz
Onde houver ódio, que eu leve o amor
Onde houver ofenssa, que eu leve o perdão
Onde houver a discórdia, que eu leve a união
Onde houver dúvida, que eu leve a fé
Onde houver erro, que eu leve a verdade
Onde houver desespero que eu leve a esperança
Onde houver a tristeza, que eu leve alegria
Onde houver trevas, que eu leve a luz
Ó mestre, fazei-me que eu procure mais, consolar que ser consolado
Compreender que ser compreendido
Amar, que ser amado
Pois é dando que se recebe
É perdoando que se é perdoado
E, é vivendo com respeito ao diferente que se cria um amanhã melhor.



Nome: ADRIANA TAVARES PIMENTEL

Um adjetivo qualitativo para esse nome: Aprendizagem

Território tradicional dessa família:
Nos primórdios da trisavó paterna da Alemanha, da trisavó materna da França e Espanha.

Gerações posteriores: PASSO FUNDO/RS (mistiçados com índios, brasileiros e portugueses em um laldo da família), área rural de MARATÁ E SÃO GABRIEL ( mistiçãdos com negros, espanhois e portugueses).

Em resumo, uma família tipicamente brasileira.

Uma perspectiva: Maior valorização da sociedade ao respeito às diferenças de raças e religiões.

Sua tradição religiosa: Quando criança em um fim de semana frequentava com meus avós maternos o salão das Testemunhas de Jeová, e no outro, com meus avós paternos frequentava a Igreja Católica Apostólica Romana.

Durante a vida: sempre respeitei todas as tradições religiosas e também, fui prestigiar quando convidada.

Hoje: Minha religiosidade é professada nas conversas com Deus em qualquer lugar que sinta necessidade.

Alimentos: Tirando leite, todos bem vindos.

Bebidas: Todos os tipos de sucos e álcool não são de meu agrado.

Vestes significativos: calças jeans, sapatos de salto e anéis.

Sobrenome da família Tavares – português
Pimentel - espanhol

Um adjetivo qualitativo para esse nome:
Tavares – Guerreiros
Pimentel - Audaciosos

Um evento: Natal em família

Um tempo: Hoje

Um espaço religioso: Cemitério






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!

Volte sempre!

Pesquisar este blog

Minha estante de livros!