Miscelâneas do Eu

Expressar as ideais, registrar os pensamentos, sonhos, devaneios num pequeno e simplório blog desta escritora amadora que vos fala são as formas que encontrei para registrar a existência neste mundo.

Não cabe a mim julgar certo ou errado e sim, escrever o que sinto sobre o que me cerca.

A única coisa que não abro mão é do amor pelos seres humanos e incompreensão diante da capacidade de alguns serem cruéis com sua própria espécie.

Nana Pimentel

quarta-feira, 5 de outubro de 2005

Resenha de A casa tomada - Júlio Cotazar


O conto a “Casa Tomada” é uma crítica política realizada por Júlio Cotázar escrita em 1946 e publicada em 1947, no livro Bestiário. Sua abordagem é sutil e inteligente.
Júlio Florêncio Cotázar é um dos maiores mitos da literatura moderna. Nasceu na Bélgica, em 1914. Aos nove anos escreveu seu primeiro livro mas a família desconfiou da autoria. Em 1984, morre devido a complicações da leucemia, é enterrado na França.
A sua literatura fez sucesso com Jogo de Amarelinhas, um dos maiores clássicos do século 20.
O autor criticava o governo de Perón, tomando-o como opressor, repressivo e a todo tipo de ditadura latino americanas.
Em a Casa tomada conta a história de dois irmãos (Irene e o narrador) moravam em uma casa na cidade de Buenos Aires.
A casa era grande (poderiam morar mais de 8 pessoas tranquilamente), antiga e nela haviam muitas recordações dos seus antepassados.
Os irmãos moravam sozinhos e tinham mais ou menos 40 anos. Nunca casaram e se bastavam assim. Também, não trabalhavam porque possuíam renda dos campos.
Irene era uma mulher comum que passava os dias tricotando e desfazendo seu tricô.
O irmão passava lendo literatura francesa e aos sábados, ia ao centro comprar lãs para a irmã e olhar as livrarias, embora houvessem dificuldades para encontrar livros franceses porque não chegavam a Argentina desde 1939.
No living da casa havia uma porta que ao ser fechada separava a casa da parte mais afastada, dando a impressão de ser um apartamento.
Um dia, à noite, ouviram sons vindos da parte mais afastada da casa, então, trancaram a porta que ia para esta ala. Parte da casa havia sido tomada.
Nos primeiros dias foi difícil para eles porque deixaram muitas coisas no lado tomado, no entanto habituaram-se. A limpeza que antes era demorada, tornou-se rápida. Pois, Buenos Aires é uma cidade limpa por causa dos habitantes porque a poeira no ar da cidade. Irene passou a ter mais tempo livre para tricotar e o irmão continuou desorientado pela falta de seus livros.
Com o passar dos dias, falavam alto no banheiro, na cozinha, e Irene, chagava a cantar. Do quarto em que dormia o irmão, ele ouvia os sons da casa e a voz de Irene falando enquanto dormia.
Certo dia, o irmão escutou sons na parte da casa onde moravam. Percebendo que está parte da casa também havia sido tomada, pegou o braço da irmã e saiu com ela para fora da casa, fechando a porta com a chave e jogando-a em um bueiro, pois assim, ninguém poderia roubar a casa
Para mim, concordo com a autora no que se refere que a linguística não pode deter-se só a estruturas da linguagem, pois considerando a língua viva é necessário ir além. Precisa-se considerar o universo que permeia a língua. O sujeito precisa ser considerado junto com o meio em que está inserido. Mas quanto a análise do discurso ainda é cedo para me posicionar devido ao conhecimento ínfimo que possuo hoje.

BIBLIOGRAFIA
PARRA, Aline Soler. OS LIMITES DA SEMÂNTICA E DA PRAGMÁTICA. http://www.unicamp.br/iel/site/alunos/publicacoes/textos/l00003.htm. Acessado em: 08/11/2006.



segunda-feira, 15 de agosto de 2005

Anel?



O que é um anel?
Será um anel um elo?
Se é um elo, elo do quê e porquê?
Um anel não é simplesmente, se é que é simples, um arco usado nos dedos?
Ou o anel é convencionado como elo por corações apaixonados?
Ou ainda, é convencionado pela sociedade como um enlace interminável?
Existe realmente algo que importa no uso do anel? Ou melhor, o anel importa por ter um valor econômico, ou importa por ter valor social, ou ainda sentimental pra quem o usa?

Não sei ao certo sua importância ou se algum significado realmente exista. 

terça-feira, 10 de maio de 2005

FILMES COM TEMAS FEMINISTA

Terra fria
Sinopse:Após um casamento fracassado, Josey Aimes (Charlize Theron) retorna à sua cidade natal, no Minnesota, em busca de emprego. Mãe solteira e com dois filhos para sustentar, ela é contratada pela principal fonte de empregos da região: as minas de ferro, que sustentam a cidade há gerações. O trabalho é duro mas o salário é bom, o que compensa o esforço. Aos poucos as amizades conquistadas no trabalho passam a fazer parte do dia-a-dia de Josey, aproximando famílias e vizinhos. Incentivada por Glory (Frances McDormand), uma das poucas mulheres da cidade que trabalha nas minas, Josey passa a trabalhar no grupo daqueles que penam para arrancar o minério das pedreiras. Ela está preparada para o trabalho duro e, às vezes, perigoso, mas o que não esperava era sofrer com o assédio sexual dos seus colegas de trabalho. Como ao reclamar do tratamento recebido é ignorada, ela decide levar à justiça o caso.

O preço de uma escolha
Sinopse:Claire é uma jovem enfermeira que perdeu o marido muito cedo; Barbara tem um casamento feliz e quatro filhos; Christine é estudante e teve um romance com um de seus professores... Três mulheres vivendo em épocas diferentes, mas com o mesmo dilema: fazer ou não um aborto. Três histórias intrigantes que mostram as dúvidas e preconceitos que fazem parte desta difícil decisão.
Nem gravata nem honra
Sinopse: As diferenças entre homens e mulheres na pequena cidade de Cunha, que possui apenas 22 mil habitantes e fica situada na divisa entre os estados do Rio de Janeiro e de São Paulo. Os entrevistados, pessoas comuns que vivem na cidade, mostram a noção do mundo e da diferença entre os sexos que possuem.


O Sorriso De Mona Lisa
Sinopse: Katharine Watson (Julia Roberts) é uma recém-graduada professora que consegue emprego no conceituado colégio Wellesley, para lecionar aulas de História da Arte. Incomodada com o conservadorismo da sociedade e do próprio colégio em que trabalha, Katharine decide lutar contra estas normas e acaba inspirando suas alunas a enfrentarem os desafios da vida.

Cidade das Mulheres

Sinopse: Durante viagem de trem, homem é seduzido por bela e misteriosa mulher. Seguindo-a, ele acaba vivendo uma fantasia, metade sonho, metade pesadelo, na cidade das mulheres: local onde, por ser o único homem, é ao mesmo tempo reverenciado e julgado.


As Virgens Suicidas
Sinopse: Durante a década de 70, o filme enfoca os Lisbon, uma família saudável e próspera que vive num bairro de classe média de Michigan. O sr. Lisbon (James Woods) é um professor de matemática e sua esposa é uma rigorosa religiosa, mãe de cinco atraentes adolescentes, que atraem a atenção dos rapazes da região. Porém, quando Cecília (Hanna R. Hall), de apenas 13 anos, comete suicídio, as relações familiares se decompõem rumo a um crescente isolamento e superproteção das demais filhas, que não podem mais ter qualquer tipo de interação social com rapazes. Mas a proibição apenas atiça ainda mais as garotas a arranjarem meios de burlar as rígidas regras de sua mãe.


Vida em Preto e Branco
Sinopse: Nos anos 90 David (Tobey Maguire) é um jovem solitário, que não é feliz com sua vida e foge da realidade assistindo "Pleasantville", um seriado em preto e branco dos anos 50 onde tudo é agradável. Mas tudo muda bruscamente quando Jennifer (Reese Whisterpoon), sua irmã, que sexualmente muito mais ativa que David, briga com ele pela posse de um estranho controle remoto, que apareceu através de um igualmente estranho técnico de televisão (Don Knotts), que chegou repentinamente logo após eles terem quebrado o antigo controle. Durante a briga eles apertam o novo controle e são magicamente transportados para dentro da fictícia "Pleasantville" e lá se tornam Bud e Mary-Sue Parker, dois personagens da série. Eles de repente se vêem em um mundo todo em preto e branco. David leva alguma vantagem sobre sua irmã, pois como conhece muito bem o seriado, sabe quem são estes novos "conhecidos" e qual a importância que eles têm na vida de Bud e Mary-Sue Parker. Sob estes nomes fictícios, tornam-se filhos George Parker (Wiliam H. Macy) e Betty Parker (Joan Allen), que são pais adoráveis em um lugar onde todos são felizes, não há sexo e ninguém nunca precisa ir ao banheiro. David quer sair da situação como também a irmã dele, mas considerando que ele tenta se enturmar (sem esforço, com o conhecimento dele), ela faz o que ela gosta de fazer. Um evento conduz o outro e de repente uma rosa vermelha cresce e logo mais regras são quebradas e surgem novas cores e, se tudo não é tão agradável, com certeza tem mais emoção. Mas inicialmente nem todos gostam destas mudanças.


Mulheres Perfeitas
Sinopse: Joanna (Nicole Kidman) é uma executiva bem-sucedida que, após o fracasso de um reality show idealizado por ela, é demitida e sofre um colapso nervoso. Para descansar seu marido (Matthew Broderick) a leva para uma cidade do interior, Stepford, localizada no subúrbio de Connecticut, juntamente com seus dois filhos. Lá ela faz amizade com Bobbie (Bette Midler) e começa a notar uma estranha coincidência: todas as esposas do local obedecem com grande dedicação aos seus maridos, parecendo felizes com a situação. Joanna começa a investigar o caso e descobre a existência de um plano que evita os problemas familiares.

Lanternas Vermelhas
Sinopse: Em 1920, após a morte dos pais, Songlian (Li Gong) é obrigada a se casar com Chen Zuoqian, senhor de uma família importante da China. Porém, Chen já possui três esposas, cada uma morando em “casas” separadas dentro de seu enorme palácio. A competição entre as esposas é dura, as quatro armam todo tipo de intrigas na disputa para obter os privilégios e confortos oferecidos pelo senhor do palácio.

A Excêntrica Família de Antônia
Sinopse : O filme retrata com delicadeza o feminismo e a condição das mulheres num enredo que parte da vida de Antonia, uma mulher que volta à sua cidade natal logo após a Segunda Guerra para participar do enterro da mãe.


Meninos Não Choram
Sinopse: Saiba como Teena Brandon se tornou Brandon Teena e passou a reivindicar uma nova identidade, masculina, numa cidade rural de Falls City, Nebraska. Brandon inicialmente consegue criar uma imagem masculinizada de si mesma, se apaixonando pela garota com quem sai, Lana, e se tornando amigo de John e Tom. Entretanto, quando a identidade sexual de Brandon vem à público, a revelação ativa uma espiral crescente de violência na cidade.


Infidelidade
Sinopse: Num subúrbio de Nova York Connie Sumner (Diane Lane) leva uma vida feliz e segura ao lado de Edward (Richard Gere), com quem está casada há 11 anos e tem um filho, Charlie (Erik Per Sullivan), que amam muito. Aparentemente nada poderia se interpor na felicidade deste casal, mas este amor será posto à prova quando Connie, ao se ver no meio de uma ventania muito forte em uma pequena rua do Soho, acaba derrubando Paul Martel (Olivier Martinez), um belo e sensual francês que carregava uma pilha de livros. Ela machuca levemente seu joelho e, como não consegue pegar um táxi, Paul a convida para ir até o apartamento dele. Lá Paul flerta de uma maneira bem discreta, arrumando gelo e ataduras para o joelho dela. Ela então liga para Charlie dizendo que irá de atrasar, mas antes que ela parta Paul lhe dá um livro de poesia persa. Ela menciona com Edward o que aconteceu, mas está claro que está ficando obcecada por Paul. Logo ela regressa à cidade com um pretexto para ligar para ele. Os dois se tornam amantes e são dominados por uma paixão que não pára de crescer. Edward sente que Connie está diferente e então contrata Frank Wilson (Dominic Chianese), um detetive, para seguir Connie. Seus maiores temores são confirmados, então Edward decide se confrontar com Paul, sem imaginar que esta decisão afetará ele e Connie para sempre.


De Olhos Bem Fechados
Sinopse: Bill Harford (Tom Cruise) é casado com a curadora de arte Alice (Nicole Kidman). Ambos vivem o casamento perfeito até que, logo após uma festa, Alice confessa que sentiu atração por outro homem no passado e que seria capaz de largar Bill e sua filha por ele. A confissão desnorteia Bill, que sai pelas ruas de Nova York assombrado com a imagem da mulher nos braços de outro.

Irreversível
Sinopse: Contado de trás para a frente, o filme narra a busca por vingança de Marcus e Pierre, depois que Alex (Monica Bellucci), namorada de Marcus e ex de Pierre, é estuprada violentamente.

Terra Para Rose (1987)
Sinopse: A partir da história de Rose, agricultora sem terra que, com outras 1.500 famílias, participou da primeira grande ocupação de uma terra improdutiva, a fazenda Annoni, no Rio Grande do Sul, o filme aborda a sensível questão da reforma agrária no Brasil, no período de transição pós-regime militar. Retrata o início de um polêmico e importante movimento social, o MST. Rose deu a luz ao primeiro bebê que nasceu no acampamento e foi morta em estranho acidente.

O Sonho de Rose (2000)
Sinopse: Relato emocionante do reencontro, dez anos depois, da diretora Tetê Moraes com os personagens de seu premiado filme Terra Para Rose (1987). O Sonho de Rose acompanha a trajetória de 1.500 famílias de agricultores sem terra, que, depois da ocupação de um latifúndio improdutivo, em 1985, conseguiram transformar seus sonhos em realidade. O filme narra os resultados surpreendentes dos assentamentos. E o que terá acontecido com o sonho de Rose?

Pão e Rosas
Sinopse: As irmãs Maya (Pilar Padilla) e Rosa (Elpidia Carrillo), mexicanas de sangue quente, trabalham no serviço de limpeza de um prédio comercial no centro da cidade. O destinou colocou Sam (Adrien Brody), apaixonado ativista americano, no seu caminho, o que as leva a uma campanha guerrilheira contra seus patrões. A luta ameaça seu sustento, a família e faz com que corram o risco de serem expulsas do país.

A Bela da Tarde
Sinopse: A história de Séverine (Catherine Deneuve), jovem rica e infeliz que procura um discreto bordel para realizar suas fantasias sexuais e conseguir o prazer que seu marido não consegue lhe dar.

Encantadora de Baleias
Sinopse: A tribo Maori, que vive no leste da Nova Zelândia, acredita ser descendente de Paikea, o domador de baleias. Segundo a lenda, há milhares de anos a canoa de Paikea virou em cima de uma baleia e ele, cavalgando-a, liderou seu povo até um local para viver. A tradição da tribo Maori diz que o primeiro filho do chefe da tribo seria considerado descendente de Paikea e líder espiritual do povo. Porém, após a morte do atual líder, quem assume o posto é sua irmã, Pai (Keisha Castle-Hughes), uma garota de apenas 11 anos. Apesar de ser corajosa e amada por todos, Pai precisa ainda enfrentar a resistência de seu avô, Koro (Rawiri Paratene), que insiste na manutenção da antiga tradição de que o chefe da tribo deve ser um homem.

As Horas
Sinopse: gira em torno do processo de criação do romance A Senhora Dalloway por Virginia Woolf. Em épocas paralelas, a escritora inglesa compartilha sua obra com outras duas mulheres: Laura Brown prepara uma festa para seu marido, mas não consegue parar de ler o livro da autora, enquanto a moderna Clarissa Vaughn é apelidada de “Mrs. Dalloway” por um amigo e ex-namorado portador de Aids, que está fazendo aniversário.

Desmundo
Sinopse: Jovem portuguesa, Oribela veio para o Brasil junto com um grupo de órfãs trazidas para cá pelo projeto da monarquia lusitana de oferecer esposas brancas aos colonos, que há tempos se miscigenavam com as índias. Na época, essa era uma situação completamente desfavorável às mulheres, mesmo às européias. Afinal, naqueles dias elas valiam menos do que as mulas e tinham menos direito a exercer a própria vontade. Como gado, seus dentes e dotes físicos eram examinados e elas eram arrematadas como num leilão. Muito devota, mas disposta a tentar algum tipo de escolha, Oribela rejeita com uma cusparada o primeiro e bruto pretendente (Cacá Rosset). Com Francisco (Osmar Prado), ela já é mais conivente, ainda mais que ele se comporta, em princípio, com mais civilidade. Instalada na remota propriedade do marido com uma sogra estranha (Berta Zemel), uma cunhada deficiente e uma clara insinuação de incesto, Oribela tenta a fuga com a ajuda de um comerciante judeu, Ximeno (Caco Ciocler). Assim, leva às últimas conseqüências a angústia de uma pessoa deslocada, que experimenta anseios que sua situação e sua época não lhe permitem atender.

A Caminho de Kandahar
Sinopse: Nafas (Niloufar Pazira) é uma jovem afegã que fugiu de seu país em meio à guerra civil dos Talibãs e hoje trabalha como jornalista no Canadá. Até que sua irmã mais nova, que ficou no Afeganistão, lhe envia uma carta avisando que irá se suicidar antes da chegada do próximo eclipse solar. Nafas resolve então retornar ao Afeganistão a fim de tentar salvar sua irmã.

Volte sempre!

Volte sempre!

Pesquisar este blog

Minha estante de livros!