Miscelâneas do Eu

Expressar as ideais, registrar os pensamentos, sonhos, devaneios num pequeno e simplório blog desta escritora amadora que vos fala são as formas que encontrei para registrar a existência neste mundo.

Não cabe a mim julgar certo ou errado e sim, escrever o que sinto sobre o que me cerca.

A única coisa que não abro mão é do amor pelos seres humanos e incompreensão diante da capacidade de alguns serem cruéis com sua própria espécie.

Nana Pimentel

terça-feira, 9 de agosto de 2011

“A língua e a Sociolinguística.” Bechara diz: “O falante deve ser poliglota em sua própria língua”


Ao referir-se que um falante de determinada língua deve ser poliglota dela, certamente, Bechara faz a reflexão quanto ao fato da língua ser viva e para que a comunicação seja clara e efetiva, o emissor deve saber transmitir suas ideias, adequando a fala e a escrita afim de ser entendido. Logo, o destinatário também necessita ter o entendimento da linguagem referida.
Para que seja compreendida a frase de Bechara, a reflexão sobre ser poliglota da própria língua pode ser exemplificada pela linguagem usada no Brasil. O Brasil tem como língua oficial o português. E, este é falado por mais de 200 milhões de pessoas, sendo que é a quinta língua mais falada no mundo. Logo, possui uma diversidade cultural, social e intelectual imensa, tornando a língua portuguesa praticada com variações linguísticas muito acentuadas. Os sotaques, gírias e significações diferentes para mesma palavra, repetem-se o tempo todo em todo lugar dentro do país e fora dele. Portanto, um brasileiro ao se comunicar deve ter um conhecimento além do gramatical e aprender como as diferenças regionais, sociais, culturais e etárias refletem na língua portuguesa e suas formas de expressão. Tendo em vista, que o brasileiro quer efetivamente alcançar a compreensão de sua fala em seu ouvinte.
Sendo assim, o poliglota aplica adequadamente a fala ou escrita respeitando estas diversidades da língua, de forma a ser compreendido pelo destinatário, leitor ou ouvinte. Logo, sabendo que a língua é a chave principal da comunicação entre os homens, o falante se adéqua fazendo com que o destinatário possa decodificar sua mensagem e retransmití-la afim de cumprir-se com a função comunicativa da língua.
Ele irá se comunicar com um baiano ou paulista e será entendido por ambos, assim como irá se comunicar com um juiz e um gari sendo igualmente compreendido, sem dúvida por ter feito o uso adequado da língua com cada indivíduo. Do contrário, caso não tenha conhecimento amplo do idioma, poderá cometer gafes e até mesmo ser mal compreendido por sua falta de conhecimento das diferenças linguísticas existentes no português.
Portanto, a frase de Bechara vem trazer a necessidade do estudo da língua mãe de forma ampla, agramatical, gramatical e cultural para que a comunicação entre os falantes não seja truncada, com ambiguidades, subjetiva, inadequada ao público que deseja-se atingir.










































REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS






BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1986.
BECHARA, E. Ensino da Gramática; opressão? Liberdade? 4. ed. São Paulo, Ática, 1989.
BENVENISTE, E. Problemas de lingüística geral. São Paulo: National Edusp, 1976.

TERRA, Ernani. Linguagem, língua e fala. São Paulo: Scipione, 1997

quinta-feira, 28 de julho de 2011

De que maneira a leitura entra na vida das pessoas? Cada cabeça, uma sentença

De que maneira a leitura entra na vida das pessoas? Cada cabeça, uma sentença; cada leitor, uma história. Os bem-nascidos da leitura, na raiz de sua experiência, têm uma biblioteca, o convívio de outros leitores, o estímulo para ler e para entender sua percepção por outros textos, telas e sons. Os malnascidos na leitura buscam, no lixo, na solidão, no livro alheio, o encantamento que em outros (malnascidos, bem-nascidos, quase-nascidos ou quase-moribundos) nem teve tempo de existir. Encantamento que se comprova pelo tempo em que permanece e se renova, por olhos e cérebro expandidos de tanto olhar e pensar.
COSTA, Marta Morais da. Sempreviva, a leitura. Curitiba: Aymará, 2009, p.8.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Para Roland Barthes o texto de prazer é aquele que contenta, enche, dá euforia.

"Texto de prazer: aquele que contenta, enche, dá euforia; aquele que vem da cultura, não rompe com ela, está ligado a uma prática confortável da leitura. Texto de fruição: aquele que põe em estado de perda, aquele que desconforta (talvez até um certo enfado), faz vacilar as bases históricas, culturais, psicológicas do leitor, a consistência de seus gostos, de seus valores e de suas lembranças, faz entrar em crise sua relação com a linguagem˜.

BARTHES, Roland. O prazer do texto. 3. ed. São Paulo: Perspectiva, 2002, p.20-21

sábado, 16 de abril de 2011

memorias de uma gueixa

Uma menina vendida para casa de gueixas passa vida tentando se tornar a mais perfeita de todas elas e assim, conquistar aquele que em menina a fez sorrir diante de uma vida triste e amarga.

domingo, 3 de abril de 2011

Olga

Muitas mulheres são meras parideiras que desprovidas de afeto parem e jogam os filhos na "sarjeta" ou os rejeitam batendo e maltratando.
Essas não são mães, essas são coisas parideiras.

Agora, uma mãe, tem como algo sublime a existência de sua prole.

Não acredito que haja dor maior do que uma mãe ser tolida de ter junto de si seu filho.

Olga, além de mulher forte, guerreira, idealista foi por pouco tempo uma grande mãe.



sábado, 5 de março de 2011

Demi Moore Sexy striptease

Demi Moore, tem uma audácia tremenda na interpretação dessa stripper.
Adorei a cena e bem que queria ter essa ginga pra fazer pra alguém. kkkkk


sábado, 26 de fevereiro de 2011

Perfume de Mulher

Nunca subestime a capacidade de superação de uma pessoa.

Esta cena pode não ser verídica mas com certeza há inúmeras pessoas se superando todos os dias.


domingo, 6 de fevereiro de 2011

HAIR -AQUARIUS

Essa época de transformação das posturas sociais foram marcadas por uma geração que procurava a liberdade de escolhas sem questionamentos. Sem travas e muitas vezes sem limites. No caos construiu a paz.

Sem a pretensão de julgamentos de certo ou errado, apenas digo, existiu.

Anos passaram-se até que eu tive oportunidade com meus tios no início de minha adolescência, assistir de forma fictícia, em um filme HAIR, essa parte da história.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

UM POUCO DE CULTURA É SEMPRE ÚTIL


SABEM O QUE É UM PALÍNDROMO?
NÃO?!...

Um palíndromo é uma palavra ou um número que se lê da mesma maneira nos dois sentidos, normalmente, da esquerda para a direita e ao contrário.

Exemplos: OVO, OSSO, RADAR. O mesmo se aplica às frases, embora a coincidência seja tanto mais difícil de conseguir quanto maior a frase.
É o caso do conhecido:
SOCORRAM-ME, SUBI NO ONIBUS EM MARROCOS.

Diante do interesse pelo assunto (confesse, já leu a frase ao contrário ?), tomei a liberdade de seleccionar alguns dos melhores palíndromos da

língua de Camões...
Se souber de algum, acrescente e passe adiante.

ANOTARAM A DATA DA MARATONA

ASSIM A AIA IA A MISSA

A DIVA EM ARGEL ALEGRA-ME A VIDA

A DROGA DA GORDA

A MALA NADA NA LAMA

A TORRE DA DERROTA

LUZA ROCELINA, A NAMORADA DO MANUEL, LEU NA MODA DA ROMANA: ANIL É COR AZUL

O CÉU SUECO

O GALO AMA O LAGO

O LOBO AMA O BOLO

O ROMANO ACATA AMORES A DAMAS AMADAS E ROMA ATACA O NAMORO

RIR, O BREVE VERBO RIR

A CARA RAJADA DA JARARACA

SAIRAM O TIO E OITO MARIAS
ZÉ DE LIMA RUA LAURA MIL E DEZ

PROFUUUUUUNDO!
ISSO É QUE É CULTURA!!!!
E já agora ...

Sabe o que é tautologia?



É o termo usado para definir um dos vícios de linguagem. Consiste na repetição de uma ideia, de maneira viciada, com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido.
O exemplo clássico é o famoso 'subir para cima' ou o 'descer para baixo'. Mas há outros, como pode ver na lista a seguir:
- elo de ligação
- acabamento
final
- certeza
absoluta
- quantia
exacta
- nos dias 8, 9 e 10,
inclusive
- juntamente
com
-
expressamente proibido
- em duas metades
iguais
- sintomas
indicativos
- há anos
atrás
- vereador
da cidade
-
outra alternativa
- detalhes
minuciosos
- a razão é porque
- anexo junto à carta
- de sua livre escolha
- superávit positivo
- todos foram unânimes
- conviver junto
- facto real
- encarar de frente
- multidão de pessoas
- amanhecer o dia
- criação nova
- retornar de novo
- empréstimo temporário
- surpresa inesperada
- escolha opcional
- planear antecipadamente
- abertura inaugural
- continua a permanecer
- a última versão definitiva
- possivelmente poderá ocorrer
- comparecer em pessoa
- gritar bem alto
- propriedade característica
- demasiadamente excessivo
- a seu critério pessoal
- exceder em muito .

Note que todas essas repetições são dispensáveis.
Por exemplo, 'surpresa inesperada'. Existe alguma surpresa esperada? É óbvio que não.
Devemos evitar o uso das repetições desnecessárias. Fique atento às expressões que utiliza no seu dia-a-dia.  

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Não sou Gene Kelly mas já fiz essa delícia de dançar e cantar na chuva. É uma sensação grandiosa!


Viva o prazer de sentir!!!!!!!!!!!!!!!!!



I'm singing in the rain
Just singin' in the rain
What a glorious feeling
I'm happy again
I'm laughing at clouds
So dark up above
The sun's in my heart
And I'm ready for love
Let the stormy clouds chase
Everyone from the place
Come on with the rain
I have a smile on my face
I walk down the lane
With a happy refrain
Just Singin', singin' in the rain
Dancing in the rain
I'm happy again
I'm singin' and dancin' in the rain
I'm dancin' and singin' in the rain

domingo, 16 de janeiro de 2011

Brasil Symphony - Andre Rieu - Live at the Royal Albert Hall

Quem disse que só por ser uma orquestra tem que ser tradicional a moda de séculos passados?

sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

mágico de OZ

Outro filme que eu viajava na estrada de tijolos amarelos


HI Lili-Hi lo

Lili (Leslie Caron)em 1953. Me lembro de minha mãe e eu cantando pela casa as música do filme.

The Phantom of Opera

Um dos filmes mais envolventes que assisti.
Um mundo mágico e deliciosamente fantástico.






quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Grease - Summer Nights

Nossa...eu queria ser igual a Olivia Newton John e ter um homem perfeito como John Travolta. Sonhos de adolescente......kkkkkkkkkkkk.......deliciosos






Summer Nights
Grease
[Danny]
Summer loving had me a blast
[Sandy]
Summer loving happened so fast
[Danny]
I met a girl crazy for me
[Sandy]
Met a boy cute as can be
[Both]
Summer days drifting away, to oh oh the summer nights
[Guys]
Well-a well-a well-a huh
Tell me more, tell me more
Did you get very far?
[Gals]
Tell me more, tell me more
Like does he have a car?
[Danny]
She swam by me, she got a cramp
[Sandy]
He ran by me, got my suit damp
[Danny]
I saved her life, she nearly drowned
[Sandy]
He showed off, splashing around
[Both]
Summer sun, something's begun, but oh oh the summer nights
[Gals]
Tell me more, tell me more
Was it love at first sight?
[Guys]
Tell me more, tell me more
Did she put up a fight?
[Danny]
Took her bowling in the arcade
[Sandy]
We went strolling, drank lemonade
[Danny]
We made out under the dock
[Sandy]
We stayed out 'till ten o'clock
[Both]
Summer fling, don't mean a thing, but oh oh the summer nights
[Guys]
Tell me more, tell me more
But you don't have to bragg
[Gals]
Tell me more, tell me more
Cause he sounds like a drag
[Sandy]
He got friendly, holding my hand
[Danny]
She got friendly down in the sand
[Sandy]
He was sweet just turned eighteen
[Danny]
Well she was good you know what I mean
[Both]
Summer heat, boy and girl meet, but oh oh the summer nights
[Gals]
Tell me more, tell me more
How much dough did he spend?
[Guys]
Tell me more, tell me more
Could she get me a friend?
[Sandy]
It turned colder - that's where it ends
[Danny]
So I told her we'd still be friends
[Sandy]
Then we made our true love vow
[Danny]
Wonder what she's doing now
[Both]
Summer dreams ripped at the seams, but oh those summer nights
[All]
Tell me more, tell me more

Volte sempre!

Volte sempre!

Pesquisar este blog

Minha estante de livros!