Miscelâneas do Eu

Expressar as ideais, registrar os pensamentos, sonhos, devaneios num pequeno e simplório blog desta escritora amadora que vos fala são as formas que encontrei para registrar a existência neste mundo.

Não cabe a mim julgar certo ou errado e sim, escrever o que sinto sobre o que me cerca.

A única coisa que não abro mão é do amor pelos seres humanos e incompreensão diante da capacidade de alguns serem cruéis com sua própria espécie.

Nana Pimentel

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Quem sou????

foto tirada em 0408/2014

Sou Adriana Tavares Pimentel, filha de Carlos Alberto e Sirlei. Destes dois surgi e do meio me formei "gente", ou melhor, estou a todo dia me tornando “gente”.
Muitas coisas fiz na vida que não cabem em poucas linhas, por isso vou deixar alguns links aqui, se alguém se interessar em saber mais quem sou. Mas, cabe dizer que sou igual nas diferenças a qualquer pessoa, cheia de erros, decepções, histórias, acertos, sonhos, projetos, vontades, surpresas.
Fui a primeira neta paterna e materna, fui a única filha sanguínea de meus pais. E, irmã de coração da Deia e, posteriormente de outras relações de meu pai, de Juiano, Luciano e Junior. Fui uma criança privilegiada por ter tudo que a vida pode dar materialmente a alguém. Fui uma “adolescente rebelde sem causa” e ao mesmo tempo “sofrida pela separação de meus pais”. E, na juventude adulta, conheci a dificuldade financeira, as fraquezas e desilusões. Mas, foi nessa fase que também descobri a felicidade de ser mãe e me sentir completa em amor. Tive o prazer de ver uns olhos apaixonados me pedindo colo e leite, o sorriso franco e o abraço verdadeiro.
Entrei em várias faculdades (geologia, direito, pedagogia e letras inglês), nas portas da primeira formatura em letras a fatalidade me fez desistir em prol de algo maior. Tempos depois, me formei em Tecnologia dos Processos Gerenciais e por idealismo voltando para letras me tornei professora. Agora, está ai, pós graduação para esta pessoa que vos fala. Já em idade “adulta madura”, meus 45 anos, vejo o tempo como aliado e as dores como necessárias. O sorriso como alimento e o amor como ar da vida.
Estou na Osvaldo Brochier. Orgulho-me do local de meu trabalho pela direção que vai além do administrativo competente a formação humana. Agradeço meus alunos que todos os dias fazem ser ímpar esta vivência e me fortificam com suas descobertas.
Enfim, uma brasileira que está passando pela vida com garra, luta e tentando aprender mais sobre si e os outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!

Volte sempre!

Pesquisar este blog

Minha estante de livros!