Miscelâneas do Eu

Expressar as ideais, registrar os pensamentos, sonhos, devaneios num pequeno e simplório blog desta escritora amadora que vos fala são as formas que encontrei para registrar a existência neste mundo.

Não cabe a mim julgar certo ou errado e sim, escrever o que sinto sobre o que me cerca.

A única coisa que não abro mão é do amor pelos seres humanos e incompreensão diante da capacidade de alguns serem cruéis com sua própria espécie.

Nana Pimentel

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Tô te esperando

Os caminhos se cruzaram
Eles se apaixonaram.

Um cuidou do outro
E tudo, ainda era pouco.

Numa noite ele se foi.
Ah, pobre moça bonita!
Coitada, aflita.

Ela grita:
Vida maldita.

Vasculhando suas coisas
encontra uma carta que diz;
“Sei que choras meu bem,
ficarás feliz.

Estarei te esperando aqui!
Diga amém!
Seja forte!
Um dia terás também um fim.
Não praguejes assim

tua maldita sorte.
                                                         
 Nanna Pimentel

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!

Volte sempre!

Pesquisar este blog

Minha estante de livros!