Miscelâneas do Eu

Expressar as ideais, registrar os pensamentos, sonhos, devaneios num pequeno e simplório blog desta escritora amadora que vos fala são as formas que encontrei para registrar a existência neste mundo.

Não cabe a mim julgar certo ou errado e sim, escrever o que sinto sobre o que me cerca.

A única coisa que não abro mão é do amor pelos seres humanos e incompreensão diante da capacidade de alguns serem cruéis com sua própria espécie.

Nana Pimentel

domingo, 9 de novembro de 2014

Adaptação teatral do texto “Casamentos Mistos”




Carol, Flávia, Samanta, Ester, Eduarda

Caroline, Flávia, Luisa e Carol estavam conversando sobre os alemães depois de uma aula com a prof Mari.
Quando Luisa falou:
- Os colonos viviam isolados no meio do mato. Apenas os homens saiam com mais frequência para atividades econômicas. E, não tinham namoradas por falta de contatos.
Carol lembrando o que seus avós falavam, disse:
- A falta de comunicações também impediam muitos casamentos. Eles não conseguiam namorar brasileiras porque não sabiam falar em português.
Depois que elas conversaram foram para casa falar mais sobre isso com os seus pais. Sabiam que os pais ainda lembravam das histórias contadas pelos avós.
O pai de Carol contou que muitos alemães rompiam seus costumes e tradições para poderem se adaptar. Isso dava muitos problemas. Mas, uma das tradições conservadas por muito tempo foi o casamento entre primos. Disse que era até normal pela facilidade de conhecerem a família.

A mãe de Carol, muito conservadora e cheia de segredos resolveu acabar com a conversa oferecendo um lanche para as meninas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!

Volte sempre!

Pesquisar este blog

Minha estante de livros!