Miscelâneas do Eu

Expressar as ideais, registrar os pensamentos, sonhos, devaneios num pequeno e simplório blog desta escritora amadora que vos fala são as formas que encontrei para registrar a existência neste mundo.

Não cabe a mim julgar certo ou errado e sim, escrever o que sinto sobre o que me cerca.

A única coisa que não abro mão é do amor pelos seres humanos e incompreensão diante da capacidade de alguns serem cruéis com sua própria espécie.

Nana Pimentel

terça-feira, 30 de agosto de 2016

Redação



Faça de conta que as crianças da imagem acima se perderam durante um passeio pela floresta e estão à procura de pistas para encontrar a saída da mata.

Responda as seguintes questões no verso da folha e entregue:


1. Se você fosse uma das crianças, que sinais chamariam sua atenção?

2. Bastaria encontrar esses sinais para você conseguir sair da floresta?

3. Se essas crianças fossem de uma etnia indígena, elas teriam mais ou menos dificuldades para sair da floresta? Explique.

4. Imagine que alguém lhe dissesse a seguinte frase: “Ler um texto para estudar um assunto pela primeira vez é como caminhar em uma floresta desconhecida”. O que pode haver de semelhante entre essas duas atividades?

5. Se  um texto de estudo é como uma floresta desconhecida, o que é preciso fazer para, durante, a leitura, não se perder nessa floresta?

6. Escreva uma história de 10 linhas. Nesta história você está perdido em uma cidade grande. Você deve dizer: qual o nome da cidade; como você foi parar lá; o que você fez para retornar daquele lugar; qual a sensação que você teve por não saber onde estava.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Volte sempre!

Volte sempre!

Pesquisar este blog

Minha estante de livros!